Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

SPED | Como fica a chamada carta de correção (CC-e) no caso de utilização da NF-e?

Para os estabelecimentos emitentes de NF-e foi criado o serviço da Carta de Correção Eletrônica (CC-e) e já está implantado em algumas Secretarias de Fazenda e nas duas SEFAZ Virtuais da NF-e (SVAN e SVRS), o contribuinte deve se informar em seu Estado sobre esta disponibilização. As especificações técnicas da Carta de Correção Eletrônica (CC-e) estão definidas na Nota Técnica 2011.003 disponível neste Portal. Nos Estados em que a CC-e ainda não foi implantada, a empresa emitente de NF-e poderá emitir Carta de Correção, em papel, conforme definido através do Ajuste Sinief 01/07. O emitente poderá sanar erros em campos específicos da NF-e por meio de Carta de Correção Eletrônica – CC-e, devidamente autorizada mediante transmissão à Secretaria da Fazenda ou de Carta de Correção, em papel, desde que o erro não esteja relacionado com: 1 - as variáveis que determinam o valor do imposto tais como: base de cálculo, alíquota, diferença de preço, quantidade, valor da operação (para estes casos d…

SPED | Arquivo validado com sucesso! E agora?

Por Jurânio Monteiro
Já não é mais novidade que a relação fisco x contribuinte se alterou, tornou-a mais célere e transparente com a implantação do SPED. Mas mesmo em tempos de “Fisco Digital”, algumas práticas da era analógica ainda persistem e continuam fazendo das empresas reféns de si mesmas. Uma das práticas que remetem à era analógica é o famoso “cumprimento do prazo de entrega”, que implica no envio de um arquivo ou preenchimento de declaração obrigatória para os fiscos (Federal, Estadual ou Municipal), no prazo limite de envio, apenas para ganhar tempo e com isso, evitar a multa pela não entrega. Essa prática endossa o que muito se discute quando oSPEDestá no centro do debate: a falta de conhecimento legal, tributário e digital dos usuários do sistema. Enviar um arquivo validado peloPVA– Programa Validador e Assinador de Arquivos – é a parte mais simples – ou melhor, obrigatória – de todos os requisitos existentes nos leiautes definidos pelaRFB. Validar o arquivo noPVAcom sucesso …

O Apagão II: Sem Código de Barras você não emitirá Nota Fiscal Eletrônica

Edgar Madruga -  blogdosped.blogspot.com


Você já incluiu o código de barras nos cadastros dos seus produtos? Com a publicação da Nota Técnica 2011/004, a partir de 01 de novembro de 2011 sua nota fiscal eletrônica será rejeitada se você não informar corretamente o mesmo. Resumindo a minha mensagem: Se você não colocar os códigos de barras no cadastro dos seus produtos, não terá faturamento na sua empresa!
Tenho certeza que você não deseja que isso aconteça. Para isso procure informar-se que o sistema de gestão/ERP da sua empresa já contempla esta atualização. A mesma foi publicada em julho de 2011 e, com certeza, a sua prestadora de soluções de TI já atualizou seus sistemas. Se não foi feito ainda é tempo.
É importante ressaltar que o que está sendo modificado agora é apenas a validação do campo pois a obrigatoriedade de preenchimento do mesmo é desde 01 de julho de 2011.
Indo além, considerando que os cadastros de produtos normalmente são únicos, era conveniente que esta informação já es…

DICAS | SPED CONTÁBIL | Como obter uma cópia do SPED Contábil enviado

Quer “baixar” o SPED Contábil? Use o ReceitanetBX  “1- O que é o ReceitanetBX?

R: ReceitanetBX é um sistema capaz de transmitir arquivos da base da Secretaria da Receita Federal do Brasil para contribuintes, representantes legais de empresas, procuradores autorizados por procuração eletrônica, servidores da Receita Federal ou entidades conveniadas.
2- Quais os benefícios do serviço ReceitanetBX?
R: O serviço ReceitanetBX proporciona

Nota Fiscal Eletrônica é usada por golpistas virtuais para atacar consumidor

SÃO PAULO – Os golpistas virtuais estão usando aNota Fiscal Eletrônicapara aplicar golpes nos consumidores, em compras feitas em lojas físicas ou pelainternet. Os cyber criminosos estão aproveitando aobrigatoriedadedas empresas de enviarem um e-mail contendo o documento fiscal junto com o boleto de pagamento, para enviarem e-mails falsos passando-se por lojas de grandes marcas. Por meio do e-mail, eles fornecem um link, que ao ser clicado, rouba os dados dos usuários. De acordo com a Nodes Tecnologia, empresa de softwares antivírus, nesta época de fim de ano, quando as compras on-line aumentam, a probabilidade de os hackers se aproveitarem desta nova modalidade de crime é muito grande. Cuidados
O diretor da Nodes Tecnologia, Eduardo Freire, recomenda que os usuários fiquem atentos à origem dos e-mails, antes de clicar nos links oferecidos. Outra sugestão é padronizar o cadastramento de e-mails. Assim fica mais fácil para o usuário saber se aquela nota fiscal deveria realmente chegar àquel…

SPED | Cuide de sua base de dados e durma tranqüilo!!

Meus comentários: Texto que trata dos novos riscos deste “novo mundo digital” criado pelo SPED. O planejamento e a aplicação de soluções de TI são fundamentais para as empresas que vivem esta nova realidade. É importante separar o que é despesa do que é investimento. Algumas economias podem se mostrar desastrosas. Seja previdente.  
Cuide de sua base de dados e durma tranquilo
Diante desses desafios que o projeto SPED tem nos apresentado, é importantíssimo alguns cuidados com o bem mais preciso de qualquer empresa, o seu BANCO DE DADOS. Com o surgimento do projeto SPED em 2007, vieram diversos questionamentos e dúvidas dos contribuintes sobre como iria funcionar toda essa mudança. Com o decorrer do tempo, à medida que foram implantadas novas etapas do projeto, as empresas puderam verificar que a atenção dispensada ao atendimento das exigências deste projeto seria para muitos, maiores que o esperado. Acredito que as vantagens do Projeto Sped superam as desvantagens, pois embora trabalhosa s…