20 de out de 2016

Como manter uma governança tributária eficiente

Com a falta de estabilidade financeira no país, um dos assuntos mais comentados por vários especialistas é a dificuldade de reduzir a carga tributária, seus riscos e a intensidade de fiscalização.

Para sanar esses problemas e evitar qualquer tipo de surpresa, algumas empresas de médio e grande porte passaram a investir em sua gestão tributária, com objetivo de reduzir os riscos junto ao Fisco e melhorar a situação financeira de seu negócio.

Gerir o negócio tributário é tão importante quanto gerir os setores comerciais e financeiros, pois impacta diretamente na formação do preço de venda e o custo chega a comprometer uma boa parte do seu orçamento.

Com a governança tributária efetiva, é possível minimizar os riscos fiscais, melhorar a sua competitividade e evitar surpresas que o Fisco vem cobrando dos empreendedores.

Não se consegue fazer uma boa gestão tributária, se não conhecer o negócio tributário, por isso os profissionais envolvidos devem conhecer bem a legislação e com isto poder ajudar a empresa na prevenção desses riscos e melhorar seu desenvolvimento.

Outro ponto crucial, é o planejamento estratégico, pois através dele é possível enxergar os riscos e as oportunidades que estão à sua frente.

O processo de prevenção é ainda uma das carências das empresas, que muitas vezes só identificam a importância depois de detectar um grande problema na operação, algumas delas conseguem reverter, mas grande parte infelizmente sofre grande dano e muitas vezes chegam a descontinuar seus negócios por falta de controle, planejamento e outros fatores ligados.

Um grande passo para o progresso desse negócio, é começar a envolver a todas as áreas e intensificar a sua importância.  Dentre elas, podemos destacar a área de tecnologia de informação, uma vez que com os avanços tecnológicos, percebemos a necessidade de inteiração e integração junto a todos os setores.

Com toda formalidade exigida pelo Fisco, as empresas que pagam seus impostos em dia acabaram sendo beneficiadas, o que não deixa de exigir um investimento maior em tecnologia, pois com o uso do Sped, as empresas precisam estar preparadas para cumprir todas as obrigações e declarações requeridas pelo Fisco.

Um dos grandes problemas de alguns empresários e da sociedade é achar que apenas os profissionais dá área financeira e contábil, são os responsáveis pela redução da carga tributária e consequentemente os únicos que devem conhecer o negócio tributário. Não se enganem, um dos maiores responsáveis são os empreendedores, que depois que começarem a enxergar essa situação, vão perceber de forma mais clara o impacto no resultado de seu negócio.

Por fim, ao reconhecer a importância de uma governança tributária, o empreendedor conseguirá compreender que a empresa que não se organizar para manter uma gestão tributária eficiente, comprometerá todo seu resultado, o que pode acarretar um grande problema financeiro. Já com a prevenção, ajudará a evitar determinados riscos, melhorando a sua rentabilidade e com isso aumentar sua credibilidade no mercado.

Andréia Costa

Fonte: administradores.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED