Pular para o conteúdo principal

Aprovado certificado específico para CF-e-SAT

Aprovado certificado específico para CF-e-SAT

Na última quarta-feira, 11, o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI sediou reunião extraordinária do Comitê Gestor da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira – ICP-Brasil. Na pauta, estava a criação de um certificado digital ICP-Brasil específico para atender à demanda do Cupom Fiscal Eletrônico – CF-e-SAT regulamentado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ.

Após intenso e rico debate que apresentou importantes visões dos entes que o integram, o Comitê Gestor da ICP-Brasil aprovou a proposta. Agora, será possível que o CF-e-SAT possua uma versão eletrônica assinada digitalmente com certificado digital ICP-Brasil e transmitida automaticamente para as fazendas estaduais. Para o secretário-executivo do Comitê e diretor-presidente do ITI, Renato Martini, a ICP-Brasil aproveita excelente oportunidade de inserir-se como solução de mercado da tecnologia da informação no país.

“Já disse em outras oportunidades que a certificação digital ICP-Brasil não é um fim em si. Antes, deve servir aos mais diversos anseios. Nosso enfoque atual é o de que a ICP-Brasil venha a considerar a possibilidade de prover produtos adequados às necessidades de mercado, devidamente customizados para aplicações especificas. Assim fizemos com o passaporte eletrônico do Brasil, e assim pretendemos fazer com essas aplicações que são de total interesse da sociedade brasileira.”, declarou Martini.

O diretor de Infraestrutura de Chaves Públicas do ITI, Maurício Coelho, falou sobre a proposta aprovada pelo Comitê Gestor. Segundo Coelho, um número enorme de equipamentos fiscais que funcionam no comércio e que emitem milhões de cupons diariamente têm agora uma política específica para cupons fiscais eletrônicos aplicável a qualquer esfera de governo.

“Temos um produto disponível para atender às necessidades específicas do fisco estadual, com logística e processo de requisição simplificados. Esse certificado trará informações específicas e associadas às características do equipamento, como o número de série, por exemplo, além restrições, como a impossibilidade de ser utilizado para outras atividades e aplicações”, detalhou.

As Autoridades Certificadoras da ICP-Brasil poderão pedir credenciamento para esta política nova. Será necessária a geração de novo certificado de AC com OIDS e políticas de certificados atualizadas. Na opinião do diretor, a criação deste certificado específico prefigura um cenário de constantes inovações possíveis, algo bastante desejado pelo mercado de TI.

“Trata-se da primeira experiência para algo que pretendemos em um futuro próximo que é estudar e propor ao Comitê Gestor a questão do certificado ICP-Brasil no mobile, internet das coisas (IOT) e de máquina para máquina (M2M), por exemplo”, finalizou.

Na oportunidade, o CG ICP-Brasil encaminhou 17 ítens para serem apreciados por sua na Comissão Técnica Executiva – COTEC, o que deve gerar uma agenda de trabalho para todo o ano de 2016.

COTEC se reúne no próximo dia 24, em Brasília

No próximo dia 24, o ITI receberá em sua sede, em Brasília-DF, reunião da Comissão Técnica Executiva – COTEC. Na pauta, as propostas de ajuste na redação que trata do prazo para revogação de certificado de AC de 1º nível pela AC Raiz, a regulamentação de prazo diferenciado para LCRs de certificados da AC Raiz revogados, a retirada do campo AIA da LCR e, por último, o fim do 3º repositório de Lista de Certificados Revogados – LCR na AC-Raiz.

Fonte: CRYPTO ID

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fisco notifica empresas do Simples para buscar quase R$ 1 bi em tributos atrasados

Serão cobradas omissões de 2014 e 2015
A Secretaria da Receita Federal informou que vai notificar nesta semana, por meio da página do Simples Nacional na internet, 2.189 empresas inscritas no programa para quitarem quase R$ 1 bilhão em tributos devidos. O alerta é fruto de uma ação integrada com fiscos estaduais e municipais.
Segundo o subsecretário de Fiscalização da Receita Federal, Iágaro Martins, as empresas serão notificadas quando elas entrarem no site do Simples Nacional para gerar a guia de recolhimento do imposto devido, procedimento que elas têm de fazer todos os meses. Antes de conseguirem gerar a guia, serão informadas pelo órgão sobre as divergências.
As empresas do Simples notificadas terão até o fim de setembro para regularizarem sua situação. Se não o fizerem até lá, os fiscos federal, estaduais e municipais envolvidos na operação avaliarão o resultado do projeto e identificarão os casos indicados para "abertura de procedimentos fiscais" - nos quais são cobra…

Saiba quais profissões terão maiores ganhos salariais em 2017

Levantamento da empresa de recrutamento Robert Half mostra quais ocupações têm maiores perspectivas de valorização no ano que vem
Mesmo com o país em recessão e com o desemprego crescente – são 12 milhões de pessoas procurando trabalho, segundo o dado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgado no último dia 30 -, há profissionais cuja demanda em alta indica salários mais altos para o próximo ano. Um levantamento feito pela empresa de recrutamento e seleção Robert Half, com base nas entrevistas feitas e vagas disponíveis, mostra as tendências em oito áreas:
1. Finanças e contabilidade


- Auditor, empresas pequenas e médias: valorização de 6,6% (R$ 3.400 a R$ 9.500)  - Analista contábil/fiscal sênior, empresas pequenas e médias: valorização de 6,4% (R$ 5.500 a R$ 7.800)  - Gerente de auditoria, empresas de grande porte: valorização de 6,3% (R$ 13.500 a R$ 27.000)

2. Recursos humanos


- Coordenador/especialista em recursos humanos, empresas pequenas e médias: valor…

SPED BEPS - Um novo cenário para as grandes corporações

Olá, Pessoal!
Parece que estamos vivenciando uma nova transição no projeto Sped, criado em 2007, com o propósito de unificar, simplificar e reduzir as obrigações acessórias dos estados e da RFB; e embora ele ainda, não tenha atingido o seu propósito inicial, deverá abarcar novos registros para atender outro Acordo Internacional. Em 2015, ele já incorporou uma obrigação acessória para atender ao acordo internacional FATCA (Brasil x USA)( EFD FINANCEIRA-FATCA).
A novidade vem  na esteira da “Convenção sobre Assistência Mútua Administrativa em Matéria Tributária, da OCDE, que acaba de ser ratificada pelo Brasil, através do Decreto 8.842 de 29 de agosto de 2016. Nesta Convenção, o Brasil se compromete a aderir ao AEIO (Automatic Exchange of Information) Troca automática de informações em matéria tributária.

Vale destacar um breve histórico da OCDE com a sua atuação no cenário tributário internacional:

Em 2000, a OCDE (Organização para a Cooperação e DesenvolvimentoEconômico)  criou o Fór…