22 de nov de 2014

RS – Emissão da carteira de trabalho fica mais ágil

A partir do dia 8 de dezembro, gaúchos poderão agendar a confecção do documento pela internet, no site da SRTE-RS

As imagens de filas de trabalhadores aguardando para emitir documentos em frente à Superintendência Regional do Trabalho (SRTE-RS) estão com os dias contados, ao menos no caso de quem precisa solicitar uma carteira de trabalho. A partir de 8 dezembro, será disponibilizado em todo o Estado a possibilidade de agendamento on-line, por meio do site da SRTE-RS. Com isso, o documento será entregue ao cidadão no dia marcado e não levará mais de 20 minutos para ficar pronto. Atualmente, a espera pode levar até 20 dias.

Nessa quinta-feira, em Porto Alegre, em ato simbólico para marcar o início do serviço no Estado, foram entregues as duas primeiras carteiras digitais. O músico e estudante Rafael Medeiros, de 22 anos, fez a foto e assinatura no posto de atendimento e, após 20 minutos, recebeu o documento das mãos do ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias. “Consegui um emprego como estoquista em uma loja de shopping e precisava da carteira logo. Amanhã (sexta-feira), já vou chegar lá de carteira nova. Que moral, hein?”, brinca.

O segundo contemplado foi o montador mecânico Clayton Schwarz, que vai começar a trabalhar em um novo emprego somente porque já está com a carteira em mãos. “Se não fosse amanhã (sexta-feira), só seria contratado daqui a 20 dias”, ressalta. Com mais de 30 anos no mercado de trabalho, Schwarz diz que a agilização nos trâmites para a realização da carteira servem como um alento. “Quando for encaminhar minha aposentadoria, espero que tenha menos burocracia também”, projeta.

O ministro do Trabalho e Emprego afirma que a carteira digital provocará uma mudança radical no dia a dia dos trabalhadores. “A partir desse processo, o trabalhador agenda o dia que ele quer tirar a carteira, não precisa levar foto e já sai com o documento pronto. Essa já era uma demanda antiga dos trabalhadores”, constata Manoel Dias. O ministro lembra que a digitalização do processo vai acabar com o comércio informal de fichas de atendimentos para a emissão de documentos nas portas dos órgãos públicos.

Além disso, a ideia é que a digitalização de processos atinja novos patamares. “A tecnologia pode ser utilizada em qualquer situação. Com o e-social, teremos mais facilidades. A partir do ano que vem, a ideia é que um cartão eletrônico substitua a carteira de trabalho”, aponta.

O superintendente regional do trabalho no Rio Grande do Sul, Neviton Nornberg, enfatiza que os atendentes estão sendo capacitados para operar no novo sistema. “O documento em si segue sendo igual ao que já era. O que muda é a agilidade do serviço, possibilitada pela informatização dos processos”, destaca. A partir da condução dos trâmites on-line, o dirigente acredita que haverá um aumento de demanda em relação à confecção das carteiras de trabalho.

Fernando Soares

Fonte: JC RS via Jurânio Monteiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED