20 de out de 2014

Compliance x governança e a metáfora tributária

Andréia Magalhães é docente na Estácio
de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO 
Desde que o Brasil foi descoberto nada aqui é totalmente genuíno e como exemplo cito a gramática brasileira que sempre aceitou vocábulos em diversas línguas inclusive a inglesa. Admitiu-se desde sempre a adaptação das palavras, e recentemente para explicar que todas as empresas precisam estar em conformidade com as leis e normatizações exigidas pelos órgãos públicos fiscalizadores foi adotada  uma nova expressão ‘ Compliance’.
Mais uma vez as organizações encontram-se no direito de obedecer com exatidão inúmeras regras tributárias impostas pela gestão pública, e caso isso não ocorra as penalidades não vão tardar e nem faltar.
Pois bem, a economia lucrativa das unidades produtivas neste país esbarram-se na infinidade de impostos que a elas são imputadas, e daí surge o profissional Compliance  que tem por função a ‘expertise’ em interpretar os instrumentos legais  e os processos que garantam resultados capazes de subsidiar o mapeamento do caminho adequado a ser seguido em cada unidade que atende o mercado econômico.
Os riscos operacionais, fiscais, econômicos e financeiros ficam todos sujeitos a um controle interno e externo eficientes, que na ocasião só se dará se houver uma governança competente e segura no que tange a segurança de prevenção de fraudes bem como a garantia das informações prestadas aos órgãos competentes.
Portanto, a gramática americana neste caso trouxe para destaque um recente e importante profissional no campo da gestão, suscitando uma nova atividade que é específica de controle e reconhecimento   dos sortidos e emergentes procedimentos que legitimam a execução transparente e precisa da conduta de uma empresa para com os sistemas de controle público.

Andréia Magalhães é docente na Estácio de Sá/GO, IPOG e Diretora na CGJGO

Fonte: Folhaz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED