25 de out de 2014

Gestão de RH e Compliance Empresarial

A complexidade e a multiplicação das questões trabalhistas, frente ao cenário empresarial, tornam evidente a necessidade de gerir a área de recursos humanos de forma estratégica e eficiente.

Hoje, nota-se maior vigilância e clara tendência de adoção de práticas corporativas pautadas na ética, na observância da legislação trabalhista e principalmente de melhoria no processo de gestão de pessoas.

Boa parte dos conflitos nasce do desconhecimento, de falhas na aplicação da lei, de problemas de relacionamentos e da inabilidade no trato de subordinados, gerando litígios e indenizações por danos morais. Também surgem dúvidas sobre como aplicar justa causa por ato corrupto de empregado. A LAC nº 12.846/2013 estabelece detalhes para prevenção de atos de fraude, mas a empresa pode ser responsabilizada mesmo sem ter conhecimento do ato.

É imprescindível uma forte política de ética nas relações de trabalho e cumprimento da legislação. Um programa eficaz de Compliance Empresarial, aperfilhado às melhores práticas de gestão de pessoas, eleva a satisfação e a confiança do empregado. Contudo, a mera existência de um código de conduta ética não garante o sucesso efetivo do programa de Compliance Empresarial.

É indispensável que o CEO esteja envolvido e que o gestor interno tenha linha direta para desenvolver essa cultura, revisando e acompanhando a coerência entre as disposições do código e as práticas adotadas.

Havendo conduta incompatível, é imprescindível que seja feita apuração dos fatos com cuidado, evitando-se injustiças. Entretanto, comprovada a procedência da denúncia, as providências devem ser adotadas imediatamente sem a exposição dos envolvidos, mas dando publicidade da ocorrência e das punições. Sendo transparente, a empresa garante a confiança dos empregados e a credibilidade.

Por Por Alexandre Tarciso Tavares

Fonte: Jornal do Comércio – RS via José Adriano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED