12 de dez de 2015

Consultas ao último lote do Imposto de Renda 2015 são liberadas nesta quarta-feira



As consultas ao sétimo e último lote de restituição do Imposto de Renda 2015 serão liberadas a partir das 9h desta quarta-feira. Serão mais de R$ 3,4 bilhões pagos a 2,7 milhões de contribuintes no dia 15 de dezembro. As consultas podem ser feitas no site da Receita.

Também podem ser feitas via telefone através do número 146 ou por aplicativo para dispositivos móveis (smartphones e tablets).

Estarão automaticamente na malha fina todos os contribuintes que não estiverem nesse lote ou nos anteriores. De acordo com a Receita Federal, 617.695 contribuintes caíram na malha fina, 2,1% do total de documentos entregues. No ano passado, foram 937,9 mil.

Lotes residuais

Também serão liberadas, nesta quarta-feira, as consultas para lotes residuais do IR de 2008 a 2004. Serão pagos R$ 3,6 bilhões a 2.819.112 de contribuintes.

Malha fina

Segundo a Receita Federal, a omissão de rendimentos foi o principal motivo casos na malha fina, 29,3% do total. Outros motivos para se dar mal com o leão foram dedução de despesas com previdência oficial ou privada (24%), despesas médicas (21%), não comprovação do IRRF pela fonte pagadora, inclusive ausência de DIRF (7,1%), omissão de rendimentos de aluguéis (5,6%) e pensão alimentícia com indícios de falsidade (5,3%). Em 2015, o Fisco recebeu 27,8 milhões de declarações de Imposto de Renda até 30 de abril – o prazo legal.

Como saber se está na malha fina?

Os contribuintes podem saber se sua declaração do Imposto de Renda caiu na malha fina devido a erros, omissões ou inconsistências.


Para isso, ele deve acessar a página da Receita Federal e consultar o extrato do Imposto de Renda – disponível no e-CAC (Centro Virtual de Atendimento). Nessa área, o contribuinte consegue saber quais pendências ou inconsistências foram encontradas pelo Fisco na sua declaração do IR.


Para acessar esse extrato, é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Arrecadação federal tem o pior primeiro semestre em quatro anos

Com as informações sobre pendências e inconsistências, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora ao Fisco. Assim ele pode sair da malha fina. Quando a situação for resolvida, caso tenha direito à restituição, ela será incluída nos lotes do IR.

Fonte: Jornal Floripa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED