12 de out de 2013

Código de Defesa do Contribuinte: Entidades cobram aprovação da PL 2.557/2011

O Sescon Blumenau segue sua campanha pela aprovação do Código de Defesa do Contribuinte, que está atualmente em trâmite na Câmara dos Deputados através do Projeto de Lei 2.557/2011, de autoria do Deputado Laercio Oliveira (PR-Sergipe). Tema debatido desde o evento do Bolo Tributário, realizado pela entidade em maio deste ano, o Código foi assunto para visita à parlamentares em Brasília.
A entidade reuniu assinaturas de mais de 20 sindicatos e associações da região, além da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon). Com um pedido de agilidade na aprovação do Projeto de Lei e todas as assinaturas, a Presidente do Sescon Blumenau, Daniela Zimmermann Schmitt, e a assessora jurídica da entidade, Dra. Leila Piske, visitaram nos dias 10, 11 e 12 de setembro todos os deputados federais catarinenses, senadores, o relator e o próprio autor do projeto em Brasília. Acompanharam a visita também o Presidente da Fenacon, Valdir Pietrobon; o vice presidente da Fenacon para a região Sul Luiz Antonio Martello; o Presidente do Sescon SC, Eugenio Vicenzi; o Presidente do Sescon Grande Florianópolis, Fernando Baldissera;  e o Presidente do Sescon-SP e Aescon-SP, Sérgio Approbato Machado Júnior.
Em sua solicitação, as entidades pedem a urgência desta aprovação, apresentando a necessidade do Código de Defesa do Contribuinte, por se tratar de um instrumento fundamental na relação entre Estado e contribuintes.
O Contribuinte brasileiro está sujeito a mais de oitenta diferentes tipos de tributo. Estudos do Banco Mundial indicam que pequenas e médias empresas gastam em média 3 mil horas por ano somente para pagar tributos e prestar informações ao Fisco, tamanha a complexidade e diversidade da legislação tributaria vigente.
Este cenário demonstra a importância de instituir no Brasil, o Código de Defesa do Contribuinte, através do qual estarão enfeixados num único dispositivo legal, direitos e deveres que atualmente estão dispersos em várias leis e atos.

Fonte: Noticenter via www.mauronegruni.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED