18 de dez de 2014

NFC-e direto da máquina de cartão com Certificado Digital

Banrisul lança tecnologia para emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica diretamente da máquina de cartão

O Banrisul apresentou o POS Vero NFC-e, uma tecnologia pioneira que possibilita a emissão de notas fiscais eletrônicas para o consumidor diretamente no POS (máquina de cartão da Vero) ao mesmo tempo em que permite efetuar transações de pagamento com cartões de débito e crédito, cheque ou dinheiro. A novidade deve reduzir consideravelmente o gasto dos lojistas com os dispositivos de emissão de Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica (NFC-e) e já pode ser solicitada pelos empresários da Região Metropolitana de Porto Alegre em uma agência do banco.

O pacote de instalação do POS Vero NFC-e inclui Certificado Digital – o banco oferecerá a ferramenta por R$ 45,00 com validade de três anos, e o pagamento de mensalidade de R$ 150,00. Nesse valor, já está incluído o POS e software. Com o Emissor de Cupom Fiscal (ECF) tradicional, o comerciante deveria investir aproximadamente R$ 3,5 mil, já que precisava contar com computador, PinPad, software e impressora fiscal, e pagar mensalidades em torno de R$ 300,00.

Além de trazer economia, o equipamento é completamente seguro, capaz de transmitir a compra simultaneamente à Sefaz, e traz transparência às transações – o consumidor pode consultar a nota no site da Sefaz através da leitura de um QR Code impresso no documento, frisou o diretor-presidente da Banrisul Cartões, Bolivar Tarragó Moura Neto. O sistema conta, ainda, com banco de dados para 30 mil produtos e cadastro de 20 mil clientes, tudo isso armazenado na nuvem.

O dispositivo desenvolvido em parceria com a Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz) é o primeiro do Brasil a aproveitar a máquina de cartão para a emissão da nota fiscal eletrônica, o que, brincou o presidente do Banrisul Tulio Zamin, deve gerar inveja nos outros bancos. Zamin adiantou que esse é “o primeiro passo de uma longa caminhada a fim de facilitar o pagamento e otimizar a arrecadação estadual”.

O dispositivo é voltado principalmente aos pequenos e médios empresários e, segundo o secretário da Fazenda, Odir Tonollier, deve colaborar com o combate à sonegação de impostos. “Cobrar imposto é sempre uma tarefa árdua, por isso a importância de investir em uma cobrança amigável, que ofereça facilidades a baixo custo”, disse Tonollier. Na primeira versão, o dispositivo estará disponível apenas para uso em máquina de cartão fixa (com fio).

A expectativa, segundo Moura Neto, é de que, a partir do primeiro trimestre de 2015, os lojistas já possam utilizá-lo, também, na ferramenta móvel e, em seguida, nas versões mobile (que podem ser acopladas ao smartphone e tablet).

Fonte: Jornal do Comércio via CRYPTO ID 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED