9 de jan de 2014

Os 12 produtos que mudaram a vida digital

Esta é a minha última coluna para o The Wall Street Journal, depois de 22 anos avaliando aqui produtos de tecnologia para o consumidor.
Então, pensei em escrever sobre os 12 produtos que resenhei ao longo desses anos que se mostraram os mais influentes. Obviamente, para chegar a esse número reduzido partindo de uma imensa lista e considerando que a indústria de tecnologia é uma das mais dinâmicas e modernas, esse é um exercício subjetivo e algumas pessoas podem discordar.
Embora a maioria tenha sido um sucesso, alguns não foram campeões de vendas e um foi um fracasso total. Em vez disso, usei como critérios dois pontos básicos.
Primeiro, os produtos tiveram que apresentar aperfeiçoamento na facilidade de usá-los e adicionar valor para o consumidor médio. Esse foi o princípio ao qual me ative na primeira frase de minha primeira coluna, em 1991: “Computadores pessoais são simplesmente difíceis de usar e isso não é sua culpa.”
Segundo, escolhi esses 12 produtos porque cada um deles mudou o curso da história digital ao influenciar produtos e serviços que surgiram depois ou mudar o jeito que as pessoas vivem e trabalham. Em alguns casos, o impacto desses produtos de mercado de massa ainda está ocorrendo. Todos esses produtos tinham predecessores, mas eles conseguiram elevar as suas respectivas categorias a um novo nível.
Alguns leitores vão reclamar que a Apple aparece demais na lista. A minha resposta: a Apple lançou mais produtos influentes e inovadores para o consumidor médio que qualquer outra empresa ao longo dos anos desta coluna.
1. Newton MessagePad (1993)
Este computador portátil da Apple foi um fracasso, até uma piada, principalmente porque a empresa prometeu que ele poderia reconhecer de forma impecável textos escritos manualmente. Ele não fazia isso. Mas tinha uma característica que antecipou algumas das tecnologias de ponta de hoje: uma forma primitiva de inteligência artificial. Você só precisava rabiscar “almoço com Linda Jones na quinta-feira” para ele fazer uma anotação no calendário na data certa com a pessoa certa.
2. Navegador Netscape (1994)
Primeiro navegador de internet bem-sucedido para o consumidor, ele foi posteriormente esmagado pelo Internet Explorer. Mas o Netscape tornou a web uma realidade para milhões de pessoas e sua influência é incalculável. Cada vez que você acessa uma página na internet está vendo um legado do Netscape em ação.
3. Windows 95 (1995)
Este foi o sistema operacional da Microsoft MSFT +0.32% que consolidou a interface gráfica do usuário e o mouse como a forma de operar um computador. Enquanto o Macintosh da Apple estava usando o sistema por dez anos e versões mais cruas do Windows seguiram o mesmo passo, o Windows 95 era muito mais refinado e alcançou um público muito mais amplo que o Mac.
4. Palm Pilot (1997)
Primeiro assistente pessoal digital de sucesso, o Pilot também foi o primeiro computador portátil a ser amplamente adotado. Isso deu origem a um dos primeiros smartphones, o Treo, e atraiu uma biblioteca de aplicativos desenvolvidos por outros, um prenúncio das gigantescas lojas de apps existentes hoje.
5. Motor de buscas Google (1998) GOOG +1.00%
No primeiro minuto em que usei o Google, ficou óbvio que era muito mais rápido e preciso que os outros motores de busca. É impossível exagerar a sua importância, mesmo hoje. De várias formas, a pesquisa do Google impulsionou toda a internet.
6. iPod (2001)
O iPod da Apple foi o primeiro reprodutor de mídia digital a realmente conquistar o mercado de massas, capaz de reunir 1.000 canções em um aparelho do tamanho de um maço de baralho. Ele levantou a fabricante de computadores que enfrentava dificuldades e abriu espaço para a criação da loja virtual de grande sucesso iTunes e toda uma linha de dispositivos móveis populares.
7. Facebook (2004) FB +1.72%
Assim como Netscape abriu a web para o público mais amplo, o Facebook tornou a internet num meio de socialização. Havia algumas redes sociais anteriores. Mas o Facebook se tornou a rede social preferida, um lugar onde você pode compartilhar tudo, de uma foto de um pôr-do-sol à notícia de um nascimento ou morte com alguns amigos ou com centenas de milhares de pessoas. Hoje, mais de um bilhão de pessoas usa o Facebook e ele mudou todo o conceito do que é a internet.
8. Twitter (2006) TWTR +4.93%
Muitas vezes visto como principal concorrente do Facebook, o Twitter é, na verdade, algo diferente, uma espécie de sistema global de mensagens instantâneas. É usado a cada segundo para alertar um público enorme sobre tudo, desde revoluções a conteúdo interessantes na web, ou apenas para oferecer opiniões sobre praticamente qualquer assunto, contanto que elas se encaixem em 140 caracteres. Da mesma forma que o Facebook, ele mudou a forma como as pessoas vivem divinalmente.
9. iPhone (2007)
A Apple eletrificou o mundo da tecnologia com este aparelho — o primeiro smartphone verdadeiramente inteligente. Ele é um iPod, um dispositivo de internet e um telefone combinados em um aparelho pequeno. Sua interface de toque revolucionária está gradualmente substituindo a antiga interface do usuário gráfica dos PCs em muitos dispositivos. Um ano após ser lançado, o iPhone foi acompanhado pela loja virtual App Store, o que permitiu que desenvolvedores externos vendessem programas, ou aplicativos, para o smartphone. Hoje, há cerca de um milhão de apps à venda. O iPhone atraiu muitos concorrentes que coletivamente mudaram a Internet de um sistema centrado em PCs para um sistema voltado a dispositivos móveis.
10. Android (2008)
O Google rapidamente saltou para o universo móvel que o iPhone criou com este sistema operacional que se espalhou a centenas de dispositivos usando o mesmo tipo de interface de toque. O Android é agora a plataforma de smartphones dominante, com uma enorme variedade de aplicativos dedicada a ela.
Enquanto os iPhones se mantiveram relativamente caros, o Android roda em telefones com preços bem mais acessíveis.
11. MacBook Air (2008)
Steve Jobs, um dos fundadores da Apple, apresentou esse laptop icônico, fino e leve, tirando-o de um envelope pardo. Ele foi um dos primeiros computadores a abandonar o disco rígido, adotando o armazenamento de estado sólido que hoje pode ser visto em todos os lugares — nos computadores do escritório, nas universidades e em cafés. Ele inspirou uma série de laptops leves que rodam com Windows chamado Ultrabooks. Eu o considero o melhor laptop já produzido.
12. iPad (2010)
Com esse tablet de 10 polegadas, a Apple finalmente conquistou a então morosa categoria de tablets. Junto com outros tablets, ele está gradualmente substituindo os laptops para muitos usos e é popular com todos, de crianças a presidentes de empresas. Desenvolvedores criaram cerca de 500.000 aplicativos para o iPad, muito mais do que para qualquer outro tablet.

Por WALTER S. MOSSBERG | THE WALL STREET JOURNAL

Fonte: THE WALL STREET JOURNAL via Roberto Dias Duarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhando idéias e experiências sobre o cenário tributário brasileiro, com ênfase em Gestão Tributária; Tecnologia Fiscal; Contabilidade Digital; SPED e Gestão do Risco Fiscal. Autores: Edgar Madruga e Fabio Rodrigues.

MBA EM CONTABILIDADE E DIREITO TRIBUTÁRIO DO IPOG

Turmas presenciais em andamento em todo o Brasil: AC – Rio Branco | AL – Maceió | AM – Manaus | AP - Macapá | BA- Salvador | DF – Brasília | ES – Vitória | CE – Fortaleza | GO – Goiânia | MA - Imperatriz / São Luís | MG – Belo Horizonte / Uberlândia | MS - Campo Grande | MT – Cuiabá | PA - Belém / Marabá / Parauapebas / Santarem | PB - João Pessoa | PE – Recife | PI – Teresina | PR – Curitiba/ Foz do Iguaçu/Londrina | RJ - Rio de Janeiro | RN – Natal | RO - Porto Velho | RR - Boa Vista | RS - Porto Alegre | SC – Florianópolis/Joinville | SP - Piracicaba/Ribeirão Preto | TO – Palmas

Fórum SPED

Fórum SPED